Opinião

Que estado social?

António Fernandes

António Fernandes

Chefe de Serviços de Multinacional de Telecomunicações

O Socialismo, a Social Democracia e a Democracia Cristã, são correntes do pensamento filosófico que servem de suporte distinto a modelos de organização social diferentes, com história evolutiva própria, amadurecimento especifico e mecanismos de luta na defesa de direitos em todas as vertentes e variantes da vida em sociedade organizada em pirâmide  social interativa mas completamente autónomos.

Estará a perdiz vermelha em extinção?

João Lemos

Reformado

Estará a perdiz vermelha em extinção? Leia este trabalho do nosso leitor João Lemos, um caçador preocupado e atento ao meio ambiente.

Histórias de Encantar: O burro esperto e a mula de chapéu de veludo com flores de seda

Paula Teixeira de Queiroz

Paula Teixeira de Queiroz

Escritora

A culpa era do burro do tio Afonso, salvo seja, que de burro não tinha nada, até era esperto demais… mas o burro do tio Afonso era mais teimoso do que a mula da Menina Fininha, a vizinha da quinta pegada.

Tudo começou quando o burro do tio Afonso viu a mula de chapéu florido. A Menina Fininha era a modos que diferente, tinha ideias esquisitas, quem se lembrava de enfiar um chapéu de veludo enfeitado de fitas e flores na cabeça de uma mula? Se ainda fosse de palha e com flores campestres… mas não, era um chapéu de veludo e com flores de seda.

PORTUGAL ESTÁ DE LUTO

Vitor Bandeira PJ

Vitor Bandeira

Inspector-Chefe da Polícia Judiciária (aposentado)

O país está de luto.

Os portugueses estão de luto.

Eu estou de luto, não porque felizmente no meio desta desgraça me tenha falecido nenhum ente querido, mas porque faleceram mais de cem concidadãos meus, e assim o meu país faleceu.

O inverno demográfico e o fluxo migratório em Portugal

Daniel Bastos

Daniel Bastos

Professor

O retrato do país, em termos de fecundidade, natalidade, envelhecimento e fluxo migratório, é expressivo e inquietante: Portugal é atualmente um dos países mais envelhecidos do Mundo.

A Freguesia no Poder Local Democrático

Diamantino Bártolo

Diamantino Bártolo

Escritor

A organização do poder político do Estado, compreende a existência e funcionamento do poder local democrático, através das autarquias locais que estão constitucionalmente consagradas na lei fundamental portuguesa, segundo a qual: «as autarquias locais são pessoas coletivas territoriais dotadas de órgãos representativos, que visam a prossecução dos interesses próprios das populações respetivas.» (CONSTITUIÇÃO DA REPUBLICA PORTUGUESA, 2004: Artº. 235º nº 2) que integram dois órgãos importantíssimos, escolhidos pelo povo: Assembleia de Freguesia, com funções legislativas e fiscalizadoras; Junta de Freguesia, que emana da Assembleia de Freguesia, com atribuições executivas, no que se refere às freguesias, estas como o primeiro patamar do Poder Local Democrático.

A Cidade Inteligente

António Fernandes

António Fernandes

Chefe de Serviços de Multinacional de Telecomunicações

A cidade inteligente é um conceito de gestão criativa de uma cidade sustentável em todas as suas vertentes com a intervenção participativa dos seus cidadãos em interação com conexões a servidores de tratamento de dados com informação precisa de resposta imediata a todas as solicitações individuais e coletivas solicitadas pelos seus cidadãos.

As operações militares em Melgaço e a prisão do Vigário de Cubalhão (Melgaço, 1827)

Valter Alves

Valter Alves

Professor

Após a revolta de 1820, que implantou o liberalismo em Portugal, o país conheceu um longo período de instabilidade política, ditado pela oposição entre as fações liberais e as absolutistas e conservadoras. A monarquia constitucional teve dificuldades em se implantar, em parte devido às mentalidades enraizadas, que se opunham vivamente às mudanças jurídicas necessárias à instituição de uma nova ordem social, política e económica.

Era uma vez uma sereia de cauda de baleia...

Paula Teixeira de Queiroz

Paula Teixeira de Queiroz

Escritora

"As histórias de sereias são todas iguais...", disse o menino enfadado. "Quero uma história de verdade!", gritou com os olhos muito abertos prestes a debulharem-se em lágrimas de frustração. E saltou pela janela baixa que dava para a praia, deixando a mãe sem reacção, triste por aquele filho sempre insatisfeito.

Eleições autárquicas… ou prova de reinserção social?

José Andrade

José Andrade

Reformado

Como convinha a um democrata civilizado, no passado domingo, cumpri o Dever de votar. E nem foi preciso esperar pelo apelo do Professor/Presidente, pessoa que muito estimo, e por quem nutro à cerca de três dezenas de anos pessoal consideração, para tomar tão responsável decisão.

Páginas

Subscreva RSS - Opinião