Opinião

Policialmente: O português faz de conta!

Vitor Bandeira

Vitor Bandeira

Inspector-Chefe aposentado da Polícia Judiciária

Portugal é um país de remediados que se dão ares de ricos. Todos fazemos por isso, com as casas vistosas que são dos bancos, os carros espampanantes que também são dos bancos, as roupas de marca que são da empresa de cartão de crédito, a escola privada, caríssima, paga sabe-se lá como, o ginásio da moda com mensalidade (quase) sempre atrasada e a lista de supermercado que inclui muitos produtos de marca branca (não pela sua qualidade mas pelo seu baixo preço) e salsichas (porque os miúdos adoram).

Igualdade para os géneros!

António Fernandes

António Fernandes

Chefe de Serviços em Multinacional de Telecomunicações

Nos dois géneros que compõem a Humanidade: masculino e feminino. Que, para além de diferenças físicas conhecidas e visíveis, também tem diferença não visível mas de constatação simples por ser quotidiana ao nível do comportamento porque as duas metades do cérebro de ambos os géneros não processam a informação interativa entre géneros nem com o meio envolvente à mesma velocidade, nem sequer são morfológica e intelectualmente idênticos.

BICADAS DO MEU APARO: Curiosidades da mosca e memória de elefante

Artur Soares logotipo

Artur Soares

Artur Soares

Escritor d? Aldeia

Sentado à mesa do café e após ter apreciado o acostumado cimbalino da noite, um velho amigo chegou, pediu licença para sentar-se e foi desabafando: “ultimamente tenho lido os teus textos de opinião e devo dizer-te que tens razão no que escreves”.

Sorri e disse: «como sabes sou cristão e como Cristo – adaptando a sua acção aos dias de hoje – de vez em quando é necessário usar o azorrague, isto é, a caneta e alertar».

Simbologias Natalícias do Azevinho à Missa do Galo

José Rodrigues Lima

José Rodrigues Lima

Historiador

É possível que ao contemplar o presépio tenha a curiosidade de saber algo sobre a sua história.

Torna-se difícil afirmar quando apareceu o primeiro presépio.

Direitos Humanos: uma Tradição Ocidental?

Diamantino Bártolo perfil

Diamantino Bártolo

Escritor

O século XX, concluído há mais de dezasseis anos ficará na história, certamente, por bons motivos, mas, também, pelo que de mais negativo a humanidade alguma vez viveu e, naturalmente, parece-me oportuno recordar as maravilhas da ciência, que, obviamente, com o poderio da técnica e da tecnologia, se intrometeu de forma decisiva, na dicotomia bem/mal, vantagens/desvantagens, que marcou a sociedade humana, desde o início daquele século, com acontecimentos extraordinariamente inesquecíveis, ficando, contudo, a História dos mesmos sob a responsabilidade dos vindouros.

Crónicas (assanhadas) da minha rua

Paula Teixeira de Queiroz

Paula Teixeira de Queiroz

Escritora

Fui ao "bairro" ver se encontrava inspiração e encontrei foi uma enorme constipação. Foi a vingança do Vasco Cromagnon assador de qualquer coisita que mexa, até de um rato faz o melhor churrasco; dos cães do sr. Mário que lambem a fruta ordeira e criteriosamente; do próprio sr. Mário que mantem a unha do dedo mindinho afiada como uma navalha, própria para todo o serviço; da Cacilda que apanhou uma tareia do sr. Mário, o próprio, por ter tirado o buço com cera cor-de-rosa no cabeleireiro da Jacinta, assim chamada por ser afilhada de uma das pastorinhas, já que a mãe a encomendou quase moribunda à santinha e se salvou.

BICADAS DO MEU APARO: Povo de sonhos

Artur Soares logotipo

Artur Soares

Artur Soares

Escritor D' Aldeia

Há nações onde os seus governantes reservam tais destinos e vidas aos outros, que mais parecem crianças divertindo-se com bonecas oferecidas por alguém.

Lideranças em contextos de incerteza

António Fernandes

António Fernandes

Chefe de Serviços de Multinacional de Telecomunicações

As lideranças em contextos de incerteza emergem contextualizadas por fatores diversos e relativizados.

A INCLUSÃO tem que sair do papel, saltar para a comunidade de Monção

Ana Maria Oliveira

Ana Maria Oliveira

Dia 3 de Dezembro comemora-se o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência e, neste ano, gostava que em Monção, de forma particular, este fosse o primeiro dia em que a inclusão deixasse de ser uma palavra bonita e passasse a ser a realidade.

A valorização do fenómeno da emigração em Melgaço

Daniel Bastos

Daniel Bastos

Professor

Ao longo dos últimos anos, a vila raiana de Melgaço, sede do concelho mais a norte de Portugal, situada no distrito de Viana do Castelo, tem sabido preservar e valorizar o fenómeno da emigração, cujas marcas estão muito presentes na realidade e identidade desta região fortemente influenciada pela proximidade de Espanha e pelo rio Minho.

Páginas

Subscreva RSS - Opinião