INL junta investigadores e empresários

PME e startups da região Norte de Portugal e da Galiza vão reunir-se, no próximo dia 25 de setembro, no INL-Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, em Braga, com universidades e centros de investigação para debater a introdução de nanotecnologias nas empresas. O programa inclui a apresentação de vários casos práticos.

 

A iniciativa decorre no quadro do Projeto transfronteiriço NanoEaters, coordenado pelo INL em colaboração estreita com a Agência Galega de Inovação, GAIN, e financiado pelo programa Europeu Interreg POCTEP, suportado pelo FEDER.

 

O projeto, lançado este ano, vai acompanhar as empresas beneficiárias até final de 2019.  Trata-se de uma iniciativa inédita que visa criar uma relaçãode aprendizagem mútuaentre os centros de investigação e universidades e o tecido empresarial.

 

Através da criação de um hub de inovação procura-se expandir o conhecimento e a investigação em nanotecnologia para além do universo da ciência pura e torná-los em soluções práticas aplicáveis ao tecido empresarial da região – fomentando a criação de novos produtos e serviços que dinamizem a economia regional.

 

Para além do INL; as empresas participantes terão a oportunidade de trabalhar com entidades como a Universidade de Vigo, Universidade de Santiago de Compostela, Fundação Biomédica Galicia Sur e diferentes centros de investigação de renome internacional, nomeadamente, Fundación para la promoción de la Innovación, Investigación y Desarrollo Tecnológico en la Industria de Automoción de Galicia (CTAG), Asociación de Investigación Metalúrgica del Noroeste (AIMEN) e Centro Tecnológico de Telecomunicaciones de Galicia (GRADIANT).

 

O consórcio, com um orçamento superior a 4 milhões de euros, disponibilizará financiamento e apoio a PME’s e start-ups que apliquem os conhecimentos nanotecnológicos adquiridos em áreas de negócio abrangentes que vão desde a Saúde, a Energia, a Alimentação saudável, o setor das TIC e o setor automóvel.

 

Para isto, estão previstas sessões de mentoring, acesso aos laboratórios e infraestruturas das entidades de investigação, desenvolvimento de casos de uso e experiências e criação de programas de aceleração de ideias de modelos de negócio.

 

Todas as PME’s e start-ups interessadas no conhecimento (early adopters), que queiram ver os seus negócios alimentados com o que de melhor se faz na ciência, e queiram participar neste projeto de transferência e aceleração da inovação, terão apenas que contactar o INL via email com informações como o nome, entidade e nº de identificação. O endereço eletrónico é [email protected].

 

O evento tem início às 11h20 com uma sessão de apresentação de casos de uso sobre a transferência de nanotecnologia para o mercado, nas áreas da alimentação e saúde (nomeadamente relativamente à prevenção e deteção precoce de cancro colorretal e da fibrose).

O encontro termina às 14h.

 

Para mais informações:

 Sonia Pazos

[email protected]