Ilha de Moçambique: Património da Humanidade reconhecido pela UNESCO em 1991

Exposição de Fotografia de José Manuel Oliveira Martins.

Na Galeria da Santa Casa da Misericórdia de Viana do Castelo (SCMVC), numa parceria entre a mesma e o Centro Cultural do Alto Minho (CCAM), recomenda-se a visita à exposição " Ilha de Moçambique -Património da Humanidade reconhecido pela UNESCO em 1991”.

Nesta, podem (re)ver-se registos fotográficos captados  entre os anos de 1972 e 1974, da ilha nas suas belezas e singularidades a nível arquitectónico e humano.  O autor, José Manuel Pinto de Oliveira Martins, arquitecto de formação, nascido no Porto, ali viveu para cumprir serviço militar, como se pode ler na folha de sala, “escrutinado para a arma de Engenharia, foi mobilizado para a guerra colonial em 1971, em rendição individual para Moçambique.

Com a máquina fotográfica que adquiriu nesse tempo - ASAHI PENTAX- captou muitas imagens que agora decidiu partilhar.

A motivação maior para o fazer foi este paraíso ser reconhecido pela UNESCO em 1991, como "Património da Humanidade.”

Exposição de Fotografia

Exposição de Fotografia

Exposição de Fotografia

Visitada por Miguel Torga, Rui Knopfi que, deste logo, se enamoraram, também Oliveira Martins se apaixonou há cerca de 40 anos e nas palavras de David F. Rodrigues “Esta exposição é a sua carta de amor à Ilha de Moçambique, aberta à nossa admiração.”

Cristina Bastardo, curadora da exposição e elemento da direcção do CCAM afirma que “Ao fotógrafo cabe a honra e a alegria de abrir estas 'janelas' para mergulharmos nesta ilha encantada.”

Também João Sardinha da SCMVC, refere “O encantamento foi-se aproximando lentamente…”

Encantado, será, certamente, a sensação de quem ousar desfrutar desta belíssima exposição.

Recomenda-se a visita até à próxima quarta-feira, dia 15 de novembro de 2017.