Funeral do maquinista naval vianense que morreu em Marrocos é hoje em S. Romão de Neiva

Manuel Fernando Santos  Vieira, 52 anos, mais conhecido pela gente do mar por ‘Zé’, natural e residente em S. Romão de Neiva, Viana do Castelo, falecido repentinamente no seu quarto de hotel onde funcionários o encontraram já cadáver, há cerca de 15 dias, chega hoje pelas 12 horas ao Mosteiro de S. Romão de Neiva, estando o funeral marcado para as 15.30 horas nesta localidade.

O malogrado vianense terá sido acometido de doença súbita, já que não aparentava sinais de violência, embora o corpo fosse autopsiado naquele país. O processo, soube o Minho Digital, foi sempre acompanhado pela Embaixada de Portugal naquele país.

Manuel Vieira, que era um pessoa muito conhecida e estimada na classe piscatória vianense, «uma pessoa que dava a camisola pelos amigos», segundo um dos seus colegas, estava neste momento a trabalhar como maquinista numa draga em Marrocos.

Antigo funcionário da empresa de Pesca de Viana, Manuel Vieira vivia com a mãe e era solteiro.

Manuel Fernando Santos Vieira