Desejos de um franco convivio

A romaria de Nossa Senhora da Peneda (Gavieira, Arcos de Valdevez) já não é o que era, mas, ainda assim, durante a novena, que decorreu de 31 de agosto a 8 de setembro, foram inúmeros os grupos que atravessaram as estradas e os caminhos em romagem ao majestoso santuário. Mas a maioria dos fiéis seguiu em excursões ou em viatura própria.

Sob temperaturas caniculares, novos e velhos, homens e mulheres, de todos os estratos sociais, cumpriram promessas, fizeram pedidos secretos, agradeceram uma graça divina para redimir doenças ou reveses da vida, desfrutaram da natureza e divertiram-se no largo do terreiro.

Durante a novena, os devotos que afluíram ao santuário participaram nas eucaristias e engrossaram as procissões pelo imponente escadório das virtudes até ao largo do pórtico. Nos compassos de espera, os fiéis deram um “salto” à Casa das Estampas, onde, para espalhar a fé, existe sempre uma grande diversidade de “amuletos”, entre imagens da Virgem, terços e livros.

Entretanto, em certos dias, foram-se juntando, espontaneamente, no largo do terreiro, em perfeita simbiose com as tradições populares, vários grupos de tocadores de concertina, para alegres arraiais, animando milhares de pessoas pelas noites fora.

Em 2017, a maioria dos fiéis à Virgem da Peneda estará de volta ao mágico (e recôndito) lugar.

 

 

 

 

 

Romaria na Peneda
Romaria na Peneda
Romaria na Peneda
Romaria na Peneda
Romaria na Peneda
Romaria na Peneda
Romaria na Peneda