Corpo de Deus/Festa da Coca anima Monção no feriado e fim de semana

Festas concelhias, que arrancam esta quarta-feira com Noite de Fados e terminam no domingo com o Cortejo Etnográfico das Freguesias, englobam um conjunto diversificado de iniciativas para diferentes públicos. O ponto forte acontece na tarde de quinta-feira com Eucaristia e Procissão Solene do Corpo de Deus, seguida do tradicional combate entre S. Jorge e a Coca. 

O Corpo de Deus/Festa da Coca decorre entre 14 e 18 de junho. O programa, como habitual, reserva um conjunto variado de iniciativas recreativas e solenes com acentuada componente religiosa. O objetivo, como sempre, é trazer gente ao concelho, proporcionando a dinamização dos setores ligados à restauração e hotelaria.

A apresentação à imprensa teve lugar esta manhã no Museu do Alvarinho. Além do presidente da Câmara Municipal de Monção, Augusto de Oliveira Domingues, esteve presente o vereador das atividades socioculturais, Paulo Esteves, o Arcipreste Salvador Fernandes, e o responsável pela iniciativa musical, Coca` in Festa.

Todos realçaram a importância das festas como suporte da identidade local e animação económica do concelho, bem como a relevância em englobarem iniciativas complementares que enriquecem, ainda mais, o programa religioso e festivo das Festas Concelhias. O custo global situa-se em 67 mil euros. Os benefícios económicos para o comércio, hotelaria e restauração são maiores.

 

Medalha de ouro para loja de fotografia com 100 anos

 

O programa “abre” na quarta-feira à noite, dia 14, pelas 21h30, com Noite de Fados, no Largo de Camões, conhecendo, no dia seguinte, quinta-feira, feriado nacional e municipal, dois dos momentos mais marcantes destas festividades: Eucaristia e Procissão Solene do Corpo de Deus e tradicional “combate” entre S. Jorge e a Coca.
O dia começa com entrada dos grupos de bombos de Pias e de Mazedo (9h30), arruada da Coca (10h00) e entrega de condecorações e títulos honoríficos a cidadãos e instituições de mérito, cerimónia que decorrerá no Cine Teatro João Verde (11h00). 
Este ano, a proposta da comissão de parecer para cidadão de mérito/medalha de prata recaiu em Amílcar Vasques Dias, compositor e pianista. Com o título de serviços distintos/medalha de ouro serão distinguidos José Miguel Dantas Rodrigues, músico da Banda Musical de Monção, e Agostinho Rodrigues Roquinho, músico da Banda Musical da Casa do Povo de Tangil, ambos com 50 anos de atividade nas referidas filarmónicas.
Como instituições de mérito serão reconhecidas quatro empresas/associações: Foto Ideal, Lda (medalha de ouro), com 100 anos de atividade, e o Centro Social, Cultural e Recreativo das Freguesias de Messegães, Valadares e Sá, o Coca Hipermercados, Lda, e a Rádio Ecos da Raia (medalha de cobre), as três com 25 anos de atividade.

 

Desfile e concerto de bandas filarmónicas


A Fanfarra Deu-la-Deu de Monção “entra” pelas 16h30, seguindo-se a Eucaristia e Procissão Solene do Corpo de Deus (17h00), o espetáculo S. Jorge e a Coca (18h30) e o tradicional combate entre S. Jorge e a Coca, no anfiteatro do Souto (19h00). Que o cavaleiro do reino esteja à altura e ganhe o “combate” para termos bom vinho Alvarinho nas adegas e nas mesas.


O terceiro dia de festa, sexta-feira, está dedicado aos alunos do pré-escolar com o ateliê “A Coca vai à escola”, entre as 9h00 e as 16h00, nos estabelecimentos de ensino. À noite, pelas 22h00, o programa compreende atuação do Grupo Paralelos, na Praça Deu-la-Deu Martins.

No sábado, o dia começa pelas 11h00 com a entrega de prémios do Concurso de Escrita “Era uma vez ….O Poeta João Verde”, na Biblioteca Municipal de Monção. Pelas 17h00, tem lugar o desfile pelo centro histórico das bandas participantes no IV Festival Internacional de Bandas Filarmónicas que decorre pelas 21h30, na Praça Deu-la-Deu Martins.

Com organização da Banda Musical da Casa do Povo de Tangil, participam quatro filarmónicas: a Banda Lira de Ribadavia, de Ourense, a Banda de Música de Coimbrões, de Vila Nova de Gaia, a Banda Musical de Lousada, e a Banda Musical da Casa do Povo de Tangil.

Ao longo do dia, decorre a III edição do Coca`in Festa, no Largo do Loreto, com concertos de grupos emergentes na cena musical nacional. Ao início da tarde, atuações de Monção Brass e Mr. Gallini. Ao final da tarde e noite, sobem ao palco Palmiers, The Miami Flu, Conjunto Corona e Blacksea não Maya. Pelas 23h30, tem lugar um espetáculo de fogo-de-artifício (piromusical).
O último dia das festividades, que todos os anos encaminha milhares de pessoas à Terra de Deu-la-Deu, Alvarinho e Termas, está inteiramente dedicado ao cortejo etnográfico das freguesias, Com início às 16h00, percorre as ruas do centro histórico num verdadeiro repositório dos usos e costumes da população monçanense.