Continuando a visita ao Vale do Âncora

1

Joaquim Vasconcelos

(Engenheiro e Ambientalista)

O Vale do Âncora, é uma área onde se encontra uma série de equipamentos que documenta a ocupação do homem neste espaço, através dos séculos.

O que temos a lamentar é todo património histórico ser muitas vezes esquecido e abandonado como é o caso da Mamoa de Afife, ali localizada no topo Sul do limite do concelho de Caminha, muito próximo da E.N.13. A Mamoa de Ereira em Afife, na década de 90 do século passado, foi objecto de uma intervenção de levantamento e limpeza por parte da Câmara de Viana do Castelo e orientada pelo Dr. Eduardo Jorge, encontrando-se hoje inacessível devido ao intenso acacial e silvado.

       13                

 A Cividade Afife-Âncora, também se encontra escondida pela intensa vegetação e pela falta de vontade dos responsáveis em recuperarem um importante núcleo castrejo, documento da presença do homem da idade do ferro, que modelou este espaço onde hoje nós vivemos.

 20

              

Devido às proximidades dos vários polos turísticos de praias (praia de Âncora, da Gelfa ou Forte do Cão, Afife e Moledo, a sua beneficiação só iria complementar o enriquecimento de turismo cultural. Há dois anos ainda pensaram que a situação iria possivelmente ser ultrapassada porque havia vários interesses entre os quais a criação de um centro de interpretação fora do concelho onde está localizada e a uns quilómetros de distância. Mas depois daquela desabafo, e tendo em conta a falta de dinheiro, podiam ter continuado a demonstrar um pouco mais de preocupação, mantendo o espaço limpo e até apresentarem um projecto de recuperação e manutenção do mesmo, mas nada disso aconteceu, deixando empobrecer o turismo cultural de Afife-Âncora. Aquela povoação castreja circundada por muralhas, viu-se envolvida por uma intensa floresta de eucaliptos e acacial cujas raízes estão a destruir toda as estruturas existentes, documentando-nos o quanto mal gasto é o dinheiro dos contribuintes, tendo em conta o que tem sido feito no litoral com a execução de obras que não passa de dinheiro deitado ao mar pelos centros decisores. Mas se caminharmos pela E.N.305 em direcção a S. Lourenço, ainda dentro de Vila Praia de Âncora, encontramos o Dólmen da Barrosa que seria interessante enquadrá-lo num parque urbano, devidamente arborizado com flora autóctone (carvalhos). Mas nunca integrá-lo numa zona urbana como em tempos já pensaram fazer, quando pretendiam envolvê-lo por um bairro social, nem num parque de desportos radicais como mais recentemente parece ter passado pela cabeça de alguém quando colocaram na proximidade daquele uma pista de skate.  

   2             

O Vale do Âncora também é possuidor de um património românico, a capela de S. Pedro de Varais em Vile, espaço muito bem arranjado, com um acesso agradável e com a área envolvente bem tratada com miradouros panorâmicos do Vale do Ancora.

14

 

Subindo mais uns quilómetros, já na freguesia do Amonde, encontramos a ponte de Tourim sobre o rio Âncora que passa despercebida e sem qualquer sinalética a referir a sua localização e muito menos a sua história.

Nesse acesso, vamos seguir o rio Âncora, cujo percurso viário apresenta muitos recantos de que as margens do rio Âncora são ricas que permitem refrescar os turistas.

 11

Mas já na Serra de Arga, vamos encontrar S. João d’ Arga, local muito visitado quer pela sua beleza, quer pela romaria que se realiza a 28 de Agosto.

Seguindo para S. Lourenço, temos para visitar a sua Igreja Matriz em que a talha dourada dos altares a torna um documento do barroco do Vale do Âncora. 

 6               

Subindo até à Sra. do Minho deliciamo-nos com o maior miradouro panorâmico sobre o Vale do Lima que podemos considerar um hino à natureza.

Não podemos desprezar a nossa história e devemos procurar dar a conhecer toda a riqueza natural do Vale do Âncora e todos os valores que uma comunidade rural nos proporciona, modelando o espaço onde residem e os trabalhos que realizam. Por isso, o espaço turístico não se devia centrar só na corda litoral, mas também por todas as freguesias do Vale, tirando partido da beleza dos cenários naturais e no contacto com tradições de que Vale do Âncora é rico.

15