Confraria Monção / Vila Praia de Âncora reuniu no Natal

Em 16 de Dezembro de 2017 realizou-se mais uma Assembleia da Confraria Monção / Vila Praia de Âncora. Esta Assembleia realizou-se em Lisboa e a exemplo do que sucedera há um ano no mesmo local - Rua do Mirante (junto a Santa Apolónia/Lisboa) – e de novo denominada como Assembleia / Convívio de Natal.

Face ao espaço no restaurante só pudemos aceitar inscrições até ao limite de 32 presenças; o ano passado tínhamos sido 20. Acabamos por ser 33. Presentes: Manuel Luís, Liso, Dadinha, Zé Manel Esteves, Mara, Zé Manel Costa, Esmeralda, Zé Capela, Filomena Sousa, São Chagas, Graça Ferreira, Manuel Tomás, Maria Adélia, Nita, Rui Antunes, João Taxa, Leonor Araújo, Vasco Duarte Silva, Cândida, Zé Afonso, Belinha, Fátima Haan, Manel Lima, Zé Alves, Gil Fiúza, Fernanda Penha, Rui Oliveira, Isabel Nunes, Serafim Lobato, Manuel Castro, Zé Luís, Manel Campos e Zé Quim.

A concentração fez-se no centro da Praça da Figueira junto à estátua de D. João I às 11h 45 m; houve um atraso provocado pela hora de chegada do comboio proveniente do Porto/Santarém, no qual vinham 8 Confrades, que foram recebidos à chegada por vários outros Confrades; depois todos deslocaram-se de metro de Santa Apolónia para os Restauradores e depois em passeio até ao local da concentração, onde os esperavam os restantes participantes.

O programa incluiu:

  1. Momento de Natal
  2. Passeio e Café na Praça da Figueira – Suíça e Confeitaria Nacional
  3. Foto de Grupo
  4. Almoço no Restaurante Mirante
  5. Troca de Prendas
  6. Próximas Assembleias
  7. Foto de Grupo

1 – Momento de Natal. Após a concentração e uma reorganização do programa face ao atraso, o Mor leu um pequeno poema alusivo ao Natal - Fernando Pessoa, in «Cancioneiro»

2 – Passeio e Café na Praça da Figueira – Suíça e Confeitaria Nacional – Os Confrades dividiram-se face ao elevado número de pessoas na zona, pelos 2 locais, para saborearem café ou chá e nalguns casos acompanhados de bolos ou salgados. Voltamos depois e de novo a concentrar-nos junto à estátua de D. João I

3 – Seguiu-se a fotografia de grupo  e a partida para o local do almoço

4 - Almoço no Restaurante Mirante, que abriu exclusivamente para a Confraria. A sala como poderão ver nas fotografias estava «decorada» com símbolos da Confraria e com motivos alusivos ao Natal.

 

Antes do almoço foi lido pelo Mor um pequeno poema de Vasco Graça Moura in «O retrato de Francisco Matroco e Outros Poemas» e reafirmado o Juramento da Confraria em coro, pelos Confrades presentes.

 

A ementa foi constituída por:

  • Entradas: Pão, Azeitonas, Queijo fresco e Patês.
  • Depois um Verdadeiro Cozido à Portuguesa e à moda do Minho – Ver Programa anexo
  • Sobremesas – Rabanadas e Tarte de Côco; diversos Confrades ofereceram também diversas iguarias – Bolo-rei, Rabanadas, Mousses, Pudim, Broas, Passas e Queijos.
  • Bebidas – Vinhos - Verde Tinto (espumante) Tinto Alentejo, ambos oferecidos por Confrades. Águas, Refrigerantes e Cerveja; Vinho do Porto e Whisky também oferta de vários Confrades. Café

 

Antes do almoço foi lido pelo Mor um pequeno poema de Vasco Graça Moura in «O retrato de Francisco Matroco e Outros Poemas» e reafirmado o Juramento da Confraria em coro, pelos Confrades presentes.

Foi ainda cantado pela Graça um tema alusivo ao Natal e dos nossos tempos de criança, que foi acompanhado em coro por todos - Cantiga tradicional coligida no Sec XVIII - ADORAÇÃO dos PASTORES

5 – Troca de Prendas – Antes das sobremesas e num grande ambiente de alegria foi feita a troca de presentes entre os Confrades e conforme sorteio previamente feito pelo Mor e comunicado a todos.

Foi ainda superiormente lido pelo Confrade Director Artístico Zé Alves o poema de Ary dos Santos – Quando um homem quiser - «In as Palavras das Cantigas»

Em homenagem ao casal proprietário do Restaurante – Maria das Dores e Sebastião, foi entregue pelo Mor uma prenda de Natal a cada um em nome da Confraria.

O Mor recebeu duas prendas; uma escolhida por ele – um sino de Natal para o ajudar a orientar as Assembleias – e outro oferecido pelos Confrades presentes.

6. Próximas Assembleias – O Mor solicitou 2 voluntários para organizarem a Assembleia de Janeiro de 2018; o casal Filomena Sousa e Zé Capela ofereceram-se para isso; foi escolhida a data de 20 de Janeiro.

O Mor vai organizar a Assembleia de Fevereiro no dia 24.

Para terminar o convívio foi por todos entoada a canção - A TODOS UM BOM NATAL

A assembleia decorreu num ambiente de festa e de muita alegria; foi ainda aprovado por unanimidade um voto de agradecimento aos organizadores desta assembleia – Dadinha, Liso e Zé Quim. E um agradecimento especial ao casal proprietário dos Mirante, que foram ajudados por um filho e por uma neta. Obrigado à família.

Todas as actividades foram objecto de inúmeras fotografias e vídeos, que serão mais tarde colocados no arquivo digital da Confraria.

Confraria