Comunicado do PS na Assembleia de Freguesia de Nogueira

No passado dia 20 de outubro tomaram posse os orgãos eleitos para a Junta e Assembleia de Freguesia de Nogueira, sessão que ficou marcada por um golpe de teatro, que teve como protagonista Francisco Cerqueira de Jesus, que apareceu para assumir o mandato como segundo elemento eleito pela lista do Partido Socialista.

Não contestamos a legalidade dessa decisão. Mas protestamos contra a falta de moralidade da mesma.

É verdade que Francisco Cerqueira de Jesus integrou a lista inicial de candidatos do P.S. à Junta de Freguesia de Nogueira. Mas logo após a oficialização das listas manifestou a sua vontade de desistir, quer junto do P.S., quer do tribunal onde apresentou um pedido formal de desistência. Sabemos agora que o processo de desistência não foi aceite pelo tribunal porque Francisco Cerqueira de Jesus não compareceu, quando convocado, para reconhecer a sua assinatura. Mas Francisco Cerqueira de Jesus  sabe que foi por sua vontade expressa e por sua iniciativa que se afastou de todo o processo eleitoral, demarcando-se da nossa lista e que, respeitando a sua decisão, foi retirado de toda a propaganda eleitoral, não fazendo parte da lista de candidatos apresentada pelo P.S. aos nogueirenses..

Nós respeitamos a decisão de desistência de Francisco Cerqueira de Jesus. Lamentamos que agora seja o próprio a não respeitar.


Por essa razão o P.S. lavrou um protesto na acta da tomada de posse, denunciando esta situação que agora tornamos pública. Francisco Cerqueira de Jesus não fez parte, por sua vontade, da lista que apresentamos e que foi sufragada pelos nogueirenses. Não pode, por isso, pretender representar uma lista da qual desistiu. O grupo do Partido Socialista na Assembleia de Freguesia de Nogueira demarca-se publicamente de Francisco Cerqueira de Jesus, cujas atitudes, em todo este processo, não representam os valores que defendemos.

 

 O Grupo do Partido Socialista na Assembleia de Freguesia de Nogueira