Casa paroquial nos Arcos de Valdevez transformada em alojamento turístico

A Fábrica da Igreja Paroquial de Santa Maria de Ermelo (Arcos de Valdevez), mediante permissão da Diocese de Viana do Castelo, transformou a residência paroquial da referida freguesia em alojamento local desde o passado mês de julho. O fim turístico que lhe foi destinado, fruto de um contrato de parceria com um casal de empreendedores do antedito ramo, visa rentabilizar um espaço de rara beleza que se encontrava devoluto.

Segundo o pároco Belmiro Amorim, “a casa passou a estar ao serviço do turismo de alojamento local, com o devido consentimento do senhor bispo [D. Anacleto Oliveira], permitindo-nos tirar uma fonte de rendimento do respetivo imóvel”, exulta o sacerdote.

Este é um caso de empreendedorismo entre a Igreja e a iniciativa privada que pode ser replicado noutros lugares, principalmente se a experiência for bem-sucedida. “A Diocese de Viana do Castelo está a aproveitar este exemplo para incentivar outras paróquias a darem uma utilidade às residências devolutas, evitando a degradação deste património valioso”, reforça Belmiro Amorim.

Na página de promoção online, a Casa da Lola 2 é apresentada como estando “construída sobre parte das ruínas do velho mosteiro cisterciense, datado do século XII”, conservando o empreendimento “pequenos detalhes da História”.

A casa convertida em alojamento local é constituída por dois quartos, áreas sociais e cozinha, contendo decoração que entrecruza a tradição e o rústico, misturados num “ambiente confortável, atual e inspirador”, lê-se na apresentação.

A pensar nos rituais que marcam o calendário religioso naquele lugar cheio de história, a nova casa de turismo ficará fora da rede de alojamento durante as romarias de S. Bento e Santa Maria.