BemMarmequer / Teatro Art’Imagem - Ponte de Lima

Depois dos últimos êxitos alcançados, o teatro está de volta ao Teatro Diogo Bernardes, inserido numa vasta programação que irá continuar a apostar nesta área criativa, apresentando distintos espectáculos com características variadas que vão da comédia ao drama, passando por espectáculos em que o estudo e o vanguardismo são referências e que trarão aos espectadores novas formas de estar perante o complexo trabalho de criação conjunta de uma peça de teatro a partir de um texto já escrito ou propositadamente produzido para esse efeito.

Desta vez a escolha recaiu numa «adaptação dramatúrgica do texto de Mia Couto “MarMeQuer” através duma encenação em que os protagonistas Luarmina e Zeca, num exercício entre a oralidade, bem à maneira africana e a interpretação actoral, vão reviver factos e vidas dos seus antepassados, trazendo à memória e convocando os seus sonhos numa viagem pelas águas do Fantástico Literário Miacoutiano.

“Lançamos o barco, sonhamos a viagem: quem viaja é sempre o mar”.

“Luarmina e Zeca Perpétuo vivem junto ao mar. Zeca, reformado das pescas sonha “simetricar” se “combinar” com a gorda mulata.

– Somos tão vizinhos Dona, faz conta somos verbo e sujeito…

Luarmina vai aprendendo mil defesas para as insistências namoradeiras de Zeca…

– Me larga Zeca, não vê que eu já não desengomo o lençol… o que eu quero mesmo é que me conte as suas memórias, me fale do seu passado, quero as coisas que foram e como foram. Essas que nos deixam saudade.

E Zeca vai desfiando as suas memórias, convoca o seu avô Celestiano e os seus provérbios da ancestral nação Macúa.

Fala das memórias de infância e de seu pai Alberto Salvo-Erro, conta a história de Maria Bailarinha. “Essa ajunta brasas” e desvenda o seu segredo ao falar do grito da gaivota…

– Me persegue essa aguda piação, me rasga as cicatrizes de uma ferida que nunca senti.

Diz o avô Celestiano: “Quando não somos nós a inventar o sonho, é ele que nos inventa a nós.”»

A partir da obra “MarMeQuer” de Mia Couto | Dramaturgia e Encenação Pedro Carvalho | Interpretação Flávio Hamilton, Pedro Carvalho e Neusa Fangueiro | Cenografia, Ilustração, Figurinos e Adereços Sandra Neves | Desenho de Luz Wilma Moutinho | Sonoplastia e Desenho de Som Pedro Lima | Música Rui Lima e Sérgio Martins | Construção de Cenários Sandra Neves e José Lopes | Operação de Luz e Som Daniela Pêgo e José Lopes | Designer Gráfico Moodystudio | Vídeo e Fotografia de Cena Leonel Ranção | Assistente de Ensaios Rui Leitão | Coordenação de Produção Sofia Leal | Produção Executiva Daniela Pêgo | Assistente de Produção Ana Teixeira | Direcção Artística do Teatro Art'Imagem José Leitão.

Mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email [email protected].