Bartolomeu´s e Brotherhood mais do que um negócio, uma família, em Ponte da Barca

Três apaixonados pelas barbas, as tatuagens, a música e o conceito old school juntaram as suas ideias e sonhos criando, em Ponte da Barca, a primeira barber shop e loja de tatuagens  e piercings da vila. Hélder, Pedro Nuno e Miguel, decidiram juntar as suas ideias e gostos num conceito nunca antes visto em Ponte da Barca

O nome que escolheram para os espaços tem tanto de inovador como de significativo: Bartolomeu´s Barbershop!  “decidimos escolher este nome porque tem a ver com o local onde está situada a barbearia e por ser um nome está ligado às festas, à tradição”, explicam os empresários. Brotherhood loja de tatuagens e piercings: “é o conceito do nosso negócio. Somos sócios, amigos, família. E é isto que significa o nome da loja, é a nossa irmandade”, comenta Pedro Nuno, especialista e artista de tatuagens.

Os empresários explicam que tinham esta paixão comum. “Nós não nos conhecíamos entre todos, mas um dia encontrámo-nos, começamos a falar e vimos que as nossas ideias e propósitos coincidiam, então começamos a pensar no projeto e conseguimos abrir portas no dia 8 de outubro de 2017”, conta Hélder quem é um dos sócios do espaço e que possui o curso de cabeleireiro/barbeiro.

Bartolomeu's

 

Bartolomeu's

 Cada um destes jovens tem o seu gosto próprio e têm noção de que é um conceito arriscado por ser diferente. Confessam que quando começaram a delinear as diretrizes do projeto ouviram alguns comentários que faziam crer que o conceito não seria compreendido: “Quando falava com os meus pais, ou os meus sogros, por exemplo, ouvia comentários como «vê lá o que fazes, tu pensa bem…isso não vai dar certo. A Barca não é assim tão grande» E confesso que estes comentários me desmotivavam. Mas hoje sei que tomamos o caminho certo e o sucesso apareceu. É muito gratificante”, confidencia.

Cada um deles tinha perfeita noção de que o conceito - por ser tão arrojado - levaria tempo a entranhar na população barquense, mas confessam que: “as pessoas quando entram aqui estão a pensar que vão entrar numa barbearia e salão de tatuagens e piercings. É o que pensam que isto é. Mas quando entram e vêem este espaço fantástico, fora do comum, ficam admiradas e maravilhadas”.

Para Hélder, Pedro Nuno e Miguel, a boa recetividade que têm tido no seu negócio deve-se a uma panóplia de fatores: o gosto pelo que fazem e não ter medo de arriscar, de pensar um bocado mais além do que já existe e é conhecido: “eu acho que as pessoas aderem bem a este tipo de conceito porque é novidade, e quando é novidade há sempre aquela curiosidade. Nós temos pessoas só a entrar cá para conhecerem o espaço. E a primeira coisa que nos dizem é: parabéns, está espetacular! Muito sucesso”.

Bartolomeu's

Bartolomeu's

 Bartolomeu´s Barbershop e Brotherhood é um espaço que recebe clientes de todas as idades: “temos as mais variadas faixas etárias cá em loja. Nós tentamos criar um conceito de família. De ter as portas abertas para receber todo aquele que queira vir arranjar a barba, cortar o cabelo, fazer uma tatuagem, um piercing ou simplesmente, beber um café cá no nosso bar”, comenta Miguel, especialista em colocação de piercings.  

A decoração deste espaço assemelha a um espaço antigo com móveis vintage, que fazem lembrar os anos 50’:  “a decoração do espaço representou muitas noites em branco. Mas desde sempre quisemos o conceito vintage. Queríamos algo que as pessoas nunca tivessem visto, foi tudo pensado ao pormenor”.

Os empresários têm um gosto especial neste seu negócio, porque todo ele: “saiu das nossas mãos. Tudo o que está aqui foi feito com muito esforço e dedicação e por isso, o nosso sucesso, tem um sabor diferente e muito especial”, comenta Hélder.

Para estes jovens a alma do negócio é a constante motivação e preparação, e esperam um dia poder crescer e - quem sabe -, poder ter a Bartolomeu´s e a Brotherhood como um franchising. “Nós não queremos crescer do dia para a noite. Queremos crescer durante o ano, durante muitos anos. Que não seja só o boom inicial que todos os negócios têm. Esperamos não parar e quem sabe, um dia, termos as lojas por todo o país. Mas para já é um sonho”, confidenciam.

Atualmente Hélder, Pedro Nuno e Miguel estão satisfeitos com o resultado da loja: “estamos a ter um bom feedback. Dá resultado sair fora da caixa. Agora é só seguir aquilo que plantámos. Não parar no tempo tendo em conta as tendências, as exigências do público e dar asas à nossa imaginação, estamos aqui para crescer”, culminam.