Narcotráfico

Narcotráfico; droga

SVA da Galiza apreendeu 543 milhões de euros em branqueamento de dinheiro do narcotráfico

O SVA da Galiza (Serviço de Vigilância Aduaneiro), Polícia altamente especializada no combate marítimo, conseguiu desmantelar e apreender dinheiro e bens multimilionários apenas nos nos últimos 5 anos.

Milhões em contas bancárias, automóveis de luxo e de alta cilindrada, quintas, vivendas, apartamentos, garagens, jóias e obras de arte provenientes do narcotráfico e contrabando de tabaco. A crise parece não ter afectado estas organizações criminosas e a Galiza continua a ser a região que regista maior apreensões em todo o território espanhol.

Monção - Detido por tráfico de estupefacientes

 O Comando Territorial de Viana do Castelo, através do Núcleo de Investigação Criminal de Valença, deteve na terça-feira, em Monção, um homem de 27 anos, por tráfico de estupefacientes.

Cocaína: A Rota Caipira - Um livro lançado no Brasil e que denuncia as ramificações em Portugal e Galiza

Cocaína: A Rota Caipira, é um livro-reportagem do  jornalista Allan de Abreu onde revela detalhes do tráfico internacional de cocaína na principal rota da droga no Brasil, que passa pelo interior de São Paulo e o Triângulo Mineiro. Portugal e Galiza estão na rota!

‘CASTANHO’ NOVAMENTE SOB A ALÇADA DA JUSTIÇA

José Cruz Ribeiro da Silva, conhecido por ‘Castanho’ e ‘Zé Luís’, residente na vila de Ponte de Lima, está novamente ‘à pega’ com a Justiça. Nada a que não esteja habituado …

Assaltante violento homenageado com nome de rua em Monção

Carlos Serafim Fernandes Reis, mais conhecido por ‘Carlos Gato’ e que em finais de 1999 faleceu por problemas cardiovasculares, viu na altura o seu nome atribuído a uma rua da freguesia de Cortes, de onde era natural. Numa terra pequena onde tudo se sabe, mas mesmo assim a Junta de Freguesia aprovou a proposta, a Câmara não se opôs e, até hoje, a homenagem está intocável. Com direito a placa com heráldica e tudo!

A proposta chegou, também, a estar agendada para uma Assembleia Municipal mas, tal como a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal de Monção presidida por José Emílio Moreira, a todos parecia normal, por ventura nada a suscitar dúvidas em termos éticos onde outras actividades ‘empresariais’, como por exemplo o contrabando, sempre gozaram de simpatia e proteção popular em qualquer zona raiana. Compreende-se que o reconhecimento público para as populações locais seja correspondido de várias formas, entre as quais a atribuição do nome de um benemérito ou figura insigne  a um largo, uma rua ou a uma instituição. 

Alto Minho Lava Mais Branco: A ascenção e queda do maior contrabandista de tabaco apanhado nas ‘malhas da coca’

Depois da reportagem da semana passada, fomos novamente visitar as propriedades do narcotraficante. Enquanto em Melgaço não havia sinais de vida, em Seixas, ao fim de poucos minutos, fomos surpreendidos pelos filhos de Marcial acompanhados de um enorme cão e de uma máquina fotográfica que disparou em nossa direcção antes de, calmamente, nos virar as costas. O hábito faz o monge!...

Narcotráfico, Branqueamento e Política passam pelo Alto Minho!

MÃO DA JUSTIÇA NÃO CHEGA A MELGAÇO E CAMINHA!...

O Minho continua a ser o cenário ideal para as redes galegas de narcotráfico fazerem o  branqueamento de dinheiro ! Depois da intervenção judicial de três quintas produtoras de vinho alvarinho do Clã dos Charlins em Monção, novamente por solicitação da Audiencia Nacional de Madrid, coube agora a vez de outras imponentes propriedades da rede de Marcial Dorado , localizadas em Melgaço e Caminha.

Subscreva RSS - Narcotráfico