Caminha

Sociedades de advogados

Jorge Melo

Jorge VER de Melo

Consultor de Comunicação

Os nossos governos têm arranjado processos, por tudo e por nada, de entregar a consultoria das decisões a tomar às sociedades de advogados.

Bem sabemos que para se tomarem determinadas decisões, os governantes têm que estar devidamente informados. Pensamos que para isso se protegem com um exército de assessores, secretários e consultores que os vão guiando na sua governação.

“Halloween” e “Mês das Almas” em Venade

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar “Todos os Mártires”. Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) dedicou a “Todos os Santos” o panteão romano. Com o passar dos séculos passou a celebrar-se a solenidade de “Todos os Santos” no dia 1 de novembro. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e “All Hallow Een”, até chegar à palavra atual “Halloween”.

OLHARES: Antologia de Zarzuela / Orfeão de Vila Praia de Âncora brilhou em terras do Liz

Manuel Amial perfil

Manuel Amial

Inspetor Tributário

Aposentado

O Teatro José Lúcio da Silva, de Leiria, acolheu na noite do passado dia 20 de Outubro, o 7.º Concerto Anual de Solidariedade promovido pela Associação de Solidariedade e Apoio Social – Páginas da Música, daquela cidade, dirigido pelo maestro maiorquino José Maria Moreno.

Integraram este Concerto a Orquestra Ópera no Património, o Orfeão de Vila Praia de Âncora, o Coro Sinfónico Inês de Castro de Coimbra, a meio-soprano alicantina de Crevillente  Sandra Ferrández Penalva e, no toque das castanholas, a galega pontevedrense Margarita Guerra.

Pão das Almas em Arga de Cima (Caminha)

Vem de tempos antigos os pobres receberem pão aquando da celebração do funeral de alguém. Os doridos oferecem pão pela alma da pessoa falecida, fazendo uma obra de misericórdia em sufrágio do ente querido: “dar de comer a quem tem fome”. Os mais pobres acorriam em grande número aos funerais, também com o objetivo de receberem o bendito alimento. Em troca faziam a obra de misericórdia “enterrar os mortos”.

Dia de Todos os Santos a 1 de Novembro em Arga de Baixo, Caminha

De olhos postos nesta sexta-feira, é vê-los a pedir aos pais os objectos mais incríveis, para se vestirem de bruxas, vampiros, monstros e seres medonhos, de preferência com sangue e marcas de crimes. O que está a dar mesmo é exaltar o medo, o terror, as almas penadas e todo o universo de criaturas tenebrosas. Mas esta opção pelos símbolos do mal e da morte não atinge apenas os mais novos. Veja-se a quantidade de jovens e adultos que se pintam e transformam em zombies – ou lá o que é – para, supostamente, se divertiram na “noite das bruxas”. Qual noite?

Poder Local Democrático: Rede Viária Urbana

Diamantino Bártolo perfil

Diamantino Bártolo

Escritor

Muito embora a maior parte das localidades portuguesas seja do tipo pequenas freguesias, normalmente com menos de 1.500 habitantes e de natureza rural, a verdade é que em muitos concelhos, para além da vila sede-município, existem mais localidades com classificação urbana, que, tal como a vila-sede de município, têm carências específicas e vida própria urbanas, nas quais é necessário satisfazer e ampliar as condições de bem-estar, estabilidade e desenvolvimento.

Ordenamento…colide com subsídios para eucaliptos

De acordo com técnicos florestais, embora os incêndios sejam uma calamidade a todos os níveis, poucas pessoas parecem saber que a paisagem mediterrânica está intimamente ligada com o fogo e que a vegetação autóctone está bem adaptada e, em alguns casos, até dependente da sua ocorrência regular.

"Muitas das espécies vegetais aqui presentes são estimuladas pelo fogo, ou seja, por factores, como o calor e o fumo, que promovem fenómenos como a dispersão, a germinação, a floração, etc.». Então, por que razão não controlam os incêndios?

INFELIZMENTE A SOCIEDADE SÓ FUNCIONA COM LEIS RÍGIDAS E SANÇÕES SEVERAS

Jorge Melo

Jorge VER de Melo

Consultor de Comunicação

É verdade! Infelizmente verifica-se cada vez mais que as pessoas só cumprem o necessário civismo quando existem sanções que os castiguem e sirvam de exemplo aos restantes prevaricadores.

Mais uma vez aconteceu o inevitável, todas estas desgraças provocadas pelos incêndios que por princípio não acontecem só por obra da natureza mas fundamentalmente por intervenção dos incendiários ou descuido humano.

Diamantino Bártolo nomeado para a Presidência do NALAL

Diamantino Bártolo, natural de Caminha e nosso ilustre Colunista, acaba de ser nomeado para Presidente do NALAL (Núcleo Académico de Letras e Artes de Lisboa) que é a representação oficial em Portugal da Literarte, a Associação Internacional de Escritores e Artistas do Brasil. O Minho Digital divulga em primeira mão a comunicação que o escritor fez, dirigida aos seus pares, mal foi informado da designação.

QUE SE PASSA COM OS CLIENTES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS?

Jorge Melo

Jorge VER de Melo

Consultor de Comunicação

Infelizmente está a ser esquecido o facto de um cliente ser sério, cumpridor e fiel a uma empresa com grandes dimensões.

Reparem o que aconteceu aos antigos clientes da C. G. D. ( Caixa Geral dos Depósitos), foram tratados da mesma forma como se fossem novos clientes que nem sequer possuem crédito.

Passaram a debitar despesas por tudo e por nada, mesmo que tenham movimentado dezenas de milhares de euros durante muitos anos sem nunca lhes ter causado o mínimo problema.

Então de que serviu ser honesto e cumpridor se depois de tantos anos, de repente, deixam de ter consideração por esses clientes?

Páginas

Subscreva RSS - Caminha